FANDOM


A Feiticeira Branca ou Jadis foi uma feiticeira da linhagem real de Charn que viajou para Nárnia e se auto-proclamou rainha do país, governando com mãos de ferro durante o chamado Inverno de 100 anos, quando era "sempre inverno, mas o Natal nunca chega".

Charn Editar

Em Charn, uma grande cidade de mundo mais velho que o nosso, era conhecida apenas por Jadis. Foi instruída nas artes mágicas por seus antepassados, criando uma relação antiga entre magia e poder real. Em um certo tempo, guerreou com sua irmã pelo trono. Ao ver todos os seus exércitos derrotados, usou a Palavra Execrável, um tipo de magia negra, que ao ser realizada com determinada cerimônia, destrói todos os seres vivos do planeta, exceto quem a pronunciou. Isso tornou o suntuoso mundo de Charn (cujo nome verdadeiro é desconhecido) em um lugar em ruínas e desabitado. Para não morrer, Jadis lançou um feitiço em si para permanecer em sono profundo até alguém lhe resgatar.

Digory Kirke e Polly Plummer despertam-na acidentalmente enquanto testavam os anéis mágicos de Tio André e a levam para a Terra, onde ela pretenderia criar seu novo império.

Terra Editar

Antes de chegar em nosso mundo, Digory, Polly e Jadis passaram pelo Bosque entre Mundos, no qual a magia é ineficaz, enfraquecendo a rainha de Charn. Na Terra, Jadis pensou em dominar o mundo dias depois de sua chegada. A fim de receber tratamentos de rainha antes da dominação, roubou uma carruagem e uma joalheria, com a ajuda de Tio André, que se porta como seu empregado.

Causou confusão com policiais na frente da casa de Digory. Mas, antes que o tumulto aumentasse e quando poucos estavam próximos, ela foi enviada de volta ao Bosque entre Mundos por Digory e Polly, que também levaram acidentalmente Tio André, o cavalo Morango e o cocheiro Franco. De lá, vão para Nárnia.

Nárnia Editar

Ao chegar em Nárnia, ela se depara com o momento da criação do mundo, quando a canção que Aslan canta dá vida e forma à Nárnia. Quando vê o Leão, percebe logo que será seu grande rival. Tenta, em vão, matá-lo com um pedaço de poste arancado de Londres. Aslan continuou sua caminhada como se nada houvesse acontencido e o poste foi sugado pela terra e cresceu como uma árvore, formando o Ermo do Lampião.

Após perceber que o Leão não pode ser morto, foge. Vai para o Oeste e come do fruto da Árvore da Juventude, tornando-se mais fortalecida mas com o rosto mais pálido. Aslan sabia disso e pediu antecipadamente para que Digory e Polly buscassem um fruto dessa árvore, que ao ser plantado no país de Nárnia, exalaria durante toda a sua vida um aroma incômodo à feiticeira, o que impediria por um tempo que ela se aproximasse do lugar. Assim, Jadis se exilou nas terrras do Norte para fortalecer sua magia.

Cerca de 900 anos depois, a feiticeira volta à Nárnia e toma o poder, transformando todos os seus opositores em estátuas de pedra com sua varinha. Em pouco tempo, tonou-se líder absoluta e se auto-intitulou rainha de Nárnia, criando um castelo e a Polícia Secreta, que combatia ferozmente qualquer oposição à Feiticeira Branca. Com sua magia, instaurou um inverno permanente e baniu o Natal. Uma profecia previu que Dois Filhos de Adão e Duas Filhas de Eva iriam derrotá-la e conduzir o país a uma Era de Ouro. Para que não se cumprisse, baniu todos os humanos de Nárnia e todos os narnianos que confraternizassem com descendentes de Adão e Eva seriam punidos.

Após 100 anos de inverno, os irmãos Pevensie entram em Nárnia por meio de um guarda-roupa mágico e Aslan retorna à Nárnia, enfraquecendo a magia da feiticeira. Ela consegue enfeitiçar Edmundo com tortas e ele lhe fornece informações preciosas, como a localização dos irmãos e a amizade entre o fauno Tumnus e Lúcia. Soube que Aslan estava montando um exército na Mesa de Pedra e, antes da batalha, exigiu em discussão com o Leão o sangue de Edmundo,que agora estava do lado dos irmãos, conforme o que dizia a Magia Profunda,escrita pelo Imperador de Além-Mar, pai de Aslan. Aslan negocia sua vida em troca da de Edmundo e a Feiticeira aceita. Após a noite do sacrifício de Aslan, ela começa a preparar seu exército.

Uma grande batalha, a Primeira Batalha do Beruna, acontece entre os dois exércitos, sendo o de Aslan agora liderado por Pedro, o mais velho dos irmãos Pevensie e futuro Grande Rei. A feiticeira usava sua varinha para petrificar todos aqueles que tentassem lhe enfrentar, mas Edmundo a quebrou em um golpe inesperado, sendo ferido logo depois. Mas foi Aslan, já revivido pela Magia Ainda Mais Profunda de Antes da Aurora do Tempo, que a matou, terminando seu reinado. Foi sucedida pelo quatro Pevensies, cujo reinado, conforme a profecia, foi a Idade Dourada de Nárnia.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.