FANDOM


O Peregrino da Alvorada foi um navio da Marinha de Nárnia durante o reinado do Rei Caspian X . Foi este navio que pegou Lúcia , Edmundo e Eustáquio , quando eles viajaram para procurar pelos sete lordes perdidos .

OrigensEditar

VPA3

O Rei Caspian X precisou do navio para a procura dos Sete Lordes Perdidos que o rei Miraz enviou para explorar o Grande Oceano Oriental , para limpar a "Concorrência" ao Trono de seu irmão mais velho. Caspian X chegando ao poder, jurou procurar os sete lordes perdidos até além-mar.

O Peregrino da Alvorada , foi encomendado por Caspian X , a construção naval tinha completamente acabado em Nárnia durante a ocupação Telmarina. Era um navio bonito, quase uma obra de arte. Apesar disso, era apenas uma sombra do grande navios de Nárnia, como o pouco citado Splendor Hyaline, que os Grandes Reis e Rainhas de Nárnia navegaram na Idade de Ouro. O Peregrino da Alvorada foi, na época de sua construção, o maior navio construído em Nárnia para muitas centenas de anos. Embora o navio seja movido a vela, ela também poderia ser remado usando grandes Remos.

A Grande JornadaEditar

830px-The dawn treader 1k

Peregrino da Alvorada

De acordo com o Drinian , a viagem para procurar os Sete Lordes levaria um ano e um dia, em todo o Grande Oceano Oriental . A jornada começou na ilha de Cair Paravel e dirigiu norte-leste para Galma. Na ilha soberana de Galma, o rei teve um torneio no qual Caspian competiu e venceu. O governante de Galma ofereceu a sua filha a ele como seu prêmio, mas Caspian gentilmente recusou e assim continuou a viagem sul-leste para Terebíntia.

Em Terebíntia, o Peregrino da Alvorada foi atacado por piratas, em que escapou por pouco e seguiu para o norte-leste, mais uma vez para as Sete Ilhas. Lá eles ancoraram na ilha principal de Bern e festejaram com os nativos na capital da ilha, Redhaven, e tempos depois partiu para o leste até o sul para as Ilhas Solitárias, o fim do conhecido Grande Oceano Oriental.

Drawings narnia dawntreader01

Foi durante esta etapa da viagem que Lúcia , Edmundo e Eustáquio caíram no mundo de Nárnia e foram resgatados pela tripulação do Peregrino da Alvorada . Durante o tempo das crianças sobre o Peregrino da Alvorada , viram Caspian abolir a escravidão nas ilhas Solitárias, encontrar os Sete Lordes Perdidos e chegaram ao País de Aslam. Caspian também se reuniu com a mulher que seria sua esposa, durante a sua jornada.

Carcterísticas Editar

O castelo de proa do Peregrino da Alvorada foi moldado como a cabeça de um dragão, "uma escultura de tirar o fôlego".Reepicheep gostava de sentar na cabeça de dragão e cantar. A popa foi uma cauda de dragão e nas proximidades foi o leme. No centro abaixo da escotilha era um lugar onde, quando era necessário e que o vento não soprava, remos de ambos os lados do barco foram usados. Os remadores se sentavam nos bancos, enquanto remo e no meio era uma área contendo alimentos e bebidas para os remadores. Presuntos, carne e cebola, bem como redes penduradas do teto também.

DanosEditar

O Peregrino da Alvorada perdeu seu mastro durante uma tempestade. O navio chegou à Ilha do Dragão usando o júri do mastro, que é o conjunto gurupés na vertical e amarrados ao tronco do mastro antigo. Na ilha, a tripulação derrubou uma árvore e cortou-a em um mastro novo.

A Serpente Marinha atacou o navio depois de sair da Ilha do Dragão. A tripulação mal conseguiu fugir, empurrando o navio fora do circuito que a serpente criava com seu corpo, mas não antes que ela batesse a sua cauda contra o Dragão dourado. O formato de dragão da proa do navio foi reparada magicamente por Coriakin, um mago que viveu na Ilha dos Tontópodes (Land of the Duffers).


Fontes: http://narnia.wikia.com/wiki/Dawn_Treader

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.